quarta-feira, dezembro 15, 2004

Gulamo Khan

XITIMELA

para Alexandre Langa

neste xitimela nosso comboio da vida
que nos faz meninos de ontem
pensar hoje vamos não só à Manhiça
mais longe vamos meu amigo
espera ver no diesel do teu peito
a força motriz que sopra
as mais belas ngomas deste moçambicano
e diz ao povo como sabes
que xitimela da vida é da gente
e faz poh poh poh num apeadeiro livre.


[116]

2 comentários:

  1. Bem giro!_ mais um que me deste a conhecer!!, Abraço, IO.

    ResponderEliminar
  2. poema interessante, mais interessante ainda a elegia a Alexandre Langa, o homem que cantou Mocambique com mestria.

    ResponderEliminar